Remote working has become a global norm since the pandemic. Managing remote teams and getting the O trabalho remoto se tornou uma norma global desde a pandemia. Gerenciar equipes remotas e tirar o melhor proveito delas requer um estilo de gerenciamento completamente diferente, e é algo que as empresas ainda estão tentando aperfeiçoar.

Trabalhar remotamente foi uma nova experiência para a maioria das pessoas. Era o oposto do que as pessoas estavam acostumadas – a rotina de viajar para o escritório, trabalhar horários fixos, conhecer colegas pessoalmente e assim por diante. O trabalho remoto não apenas interrompeu essa rotina, forçou cada pessoa a estabelecer um ambiente de trabalho que seria propício à produtividade, por si só.

Com o tempo, no entanto, as empresas perceberam um fato-chave – assim como uma empresa planeja a estrutura, a cultura e os processos para equipes que trabalham no escritório, elas precisam fornecer ativamente um design semelhante para equipes que também funcionam remotamente. Isso requer muito planejamento e pode exigir a implementação de todos os novos processos de negócios.

Felizmente, você pode aprender com empresas que conseguiram criar um escritório virtual de alto funcionamento. Nós selecionamos uma lista de 5 hábitos de equipe remotos que as equipes remotas muito bem-sucedidas usam:

5 hábitos que Tornam as Equipes Remotas Muito Bem-Sucedidas

1. Incentive a Transparência e o Compartilhamento Entre os Colegas

Quando as pessoas trabalham juntas em proximidades em um escritório, trocam histórias e compartilham experiências pessoais. Embora isso possa parecer trivial e algo não relacionado ao trabalho, ele realmente ajuda a construir confiança e cria um forte vínculo de camaradagem entre os colegas em equipes remotas. Isso, por sua vez, afeta a produtividade do local de trabalho.

Criar um ambiente de abertura e compartilhamento pode ser um desafio quando todos os membros da equipe estão trabalhando em diferentes locais. É definitivamente um desafio, mas não é impossível.

A empresa de marketing de mídia social Buffer deu a cada um de seus funcionários uma pulseira que rastreia se a pessoa dormisse horas suficientes, seus hábitos de caminhada e assim por diante, e compartilhasse esses detalhes com a equipe. Esses pequenos petiscos de informação tornaram -se iniciantes nas reuniões e também incentivaram os funcionários a conversarem fora do trabalho.

A lição aqui é que o negócio incentive o compartilhamento a nutrir o vínculo entre os colegas. Não deixe para os funcionários, mas tome medidas ativas para trazer transparência dentro da equipe. Você pode fazer isso com algo tão simples quanto um jantar de fim de semana feito em uma videochamada. Aqui, os funcionários podem comer e falar sobre sua semana. Planeje esses encontros virtuais e agende-os, para que esteja no calendário de todos.

2. Siga o Processo de Documentar Tudo

O desafio com a comunicação vai além das conversas pessoais. Ao trabalhar remotamente, os funcionários geralmente são sem noção sobre o que cada pessoa da equipe está trabalhando, e uma quantidade considerável de tempo é gasta todos os dias apenas colocando todos na mesma página.

Esse desperdício de tempo e esforço pode ser facilmente evitado, documentando tudo o que é planejado, sendo trabalhado e entregue em um local. Isso também ajudará os funcionários a obter todas as informações de que precisam de um único repositório, em vez de procurar em e -mails e bate-papos para encontrar o que precisam.

ferramentas de gerenciamento de projetos como o Asana para rastrear tarefas, Google Drive para armazenar documentos, plataformas de comunicação como Slack para manter conversas em um só lugar e criar um wiki privado para documentar políticas, procedimentos, processos, fluxos de trabalho e projetos.

Com as ferramentas em vigor, crie processos que incentivem os funcionários a documentar tudo o que fazem. Introduzir processos como stand -ups diários que garantem que os funcionários compartilhem informações suficientes sobre o trabalho que D e assim por diante.

3.Torne o Equilíbrio Entre Vida Profissional e Pessoal uma Responsabilidade da Empresa

Manter um equilíbrio entre vida profissional e pessoal tem sido uma conversa contínua e vital enquanto as empresas existirem. Surpreendentemente, uma vez que as equipes ficaram remotas, a conversa parece ter fracassado. As empresas supõe que trabalhar em casa incuta automaticamente um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Afinal, o funcionário está trabalhando com o conforto de sua própria casa cercada por família, certo?

Isso está longe da verdade. Um estudo do Monster.com constatou que 69 % dos funcionários que trabalham remotamente pós-Covid estão sofrendo burnout. Existem muitas razões para isso – horas de trabalho irregulares, horas de trabalho esticado, horas extras constantes, falta de reconhecimento, sentimento de isolamento e assim por diante. Curiosamente, um estudo da Deloitte sobre o tópico do esgotamento dos funcionários descobriu que 70 % dos funcionários acham que seus empregadores não estão fazendo o suficiente para impedir ou aliviar o esgotamento.

O que isso nos diz? Trabalhar em equipes remotas não resulta automaticamente em funcionários felizes e sem estresse, e a responsabilidade de impedir o esgotamento é realmente do negócio. Você precisa estabelecer um processo de trabalho em que os funcionários possam realmente desfrutar de um equilíbrio positivo na vida profissional.

Incentive os funcionários a tirar férias, sair de férias, celebrar festivais e assim por diante. Faça férias e tempo pessoal parte da cultura do trabalho, peça aos funcionários que documentem quantas horas gastam em hobbies e prazer pessoal e faça tirar um tempo obrigatório. Você também pode ajudar os funcionários a aproveitar melhor o tempo livre, oferecendo feriados patrocinados pela empresa ou eventos como aulas de música.

O ponto principal é tornar o equilíbrio entre vida profissional e pessoal um KPI comercial.

4. Toda Discussão Deve Acontecer em uma Plataforma Apropriada

Já estabelecemos a importância da comunicação aberta, tanto pessoal quanto relacionado ao trabalho. O que é igualmente importante é o uso das plataformas de comunicação certas.

Os e -mails são ótimos para conversas oficiais. O Slack funciona melhor para bate-papos instantâneos rápidos e informais, o Zoom é uma boa opção para videoconferências e compartilhamentos de tela, e assim por diante. Você tem muitas opções e cada plataforma funciona bem para tipos específicos de conversas.

Como empresa, é sua responsabilidade estabelecer qual plataforma usar para cada modo de comunicação. Para e -mails oficiais entre equipes e com clientes, por exemplo, o e-mail é o modo de comunicação mais eficiente. Mesmo se você usar uma plataforma geral como o Gmail, poderá usar um modelo de assinatura do Gmail para torná-lo formal e oficial. Se você usar o Slack para conversas oficiais, poderá perder discussões importantes. Salck também funciona melhor para conversas rápidas e não oficiais.

Quando você define qual plataforma deve ser usada para cada modo de conversa, você também cria divisões adequadas que ajudam os funcionários a encontrar informações mais rapidamente.

5. Evite o Burnout dos Funcionários com Intervalos de Trabalho Regulares

Por fim, incentive os funcionários a fazer pausas curtas entre o trabalho. Quando os funcionários trabalham em um escritório, eles tendem a fazer pausas curtas com frequência porque têm companhia para fazer pausas. Isso é algo que é seguido automaticamente, pois faz parte da cultura de trabalho.

Quando as pessoas trabalham em casa, no entanto, os intervalos escapam suas mentes e tendem a trabalhar longas horas em um trecho. Este é um motivo comum para o esgotamento ao trabalhar remotamente.

Como empresa, você precisa que seus funcionários sejam felizes e nítidos. Isso garante que eles estejam satisfeitos com a empresa e que você tire o melhor deles. Mas como você incentiva as pessoas a fazer pausas quando trabalham remotamente?

Novamente, existem ferramentas incríveis disponíveis hoje que ajudam as equipes remotas a funcionar produtivamente. Você pode apresentar a técnica Pomodoro, por exemplo. A técnica Pomodoro envolve trabalhar por uma duração fixa, como 25 minutos, seguida por um pequeno intervalo de cerca de 5 minutos. Esse ciclo se repete algumas vezes antes que um intervalo mais longo de cerca de 30 minutos seja introduzido. Esses horários dependem completamente de você, é claro. Existem aplicativos Pomodoro que podem ser usados ​​para rastrear os tempos de trabalho e quebra dos usuários, e esses aplicativos também lembram a pessoa a fazer uma pausa.

Os Hábitos que Ajudarão sua Equipe Remota a ter Sucesso

E aí está, 5 hábitos de equipes remotas de grande sucesso que você pode implementar em sua própria organização ou equipe. Lembre-se de que o gerenciamento de equipes remotas pode ser um desafio para gerentes e chefes de negócios. Você precisa olhar para o trabalho remoto como outro processo de negócios e, como todos os processos, ele precisa de planejamento, estrutura e execução.


5 Hábitos que Tornam as Equipes Remotas Muito Bem-Sucedidas

  1. Incentive a transparência e o compartilhamento entre os colegas

    Criar um ambiente de abertura e compartilhamento pode ser um desafio quando todos os membros da equipe estão trabalhando em diferentes locais. Incentive o compartilhamento a nutrir o vínculo entre os colegas e tomar medidas ativas para provocar transparência dentro da equipe.

  2. Siga o processo de documentar tudo

    Documente tudo o que é planejado, sendo trabalhado e entregue em um local. Crie processos que incentivem os funcionários a documentar tudo o que fazem. Introduzir processos como stand -ups diários que garantem que os funcionários compartilhem informações suficientes sobre o trabalho que está sendo realizado e assim por diante.

  3. Torne o equilíbrio entre vida profissional e pessoal uma responsabilidade da empresa

    Incentive os funcionários a tirar férias, sair de férias, celebrar festivais e assim por diante. Faça férias e tempo pessoal parte da cultura do trabalho, peça aos funcionários que documentem quantas horas gastam em hobbies e prazer pessoal e faça tirar um tempo obrigatório.
    Faça o equilíbrio entre vida profissional e pessoal um KPI comercial.

  4. Toda discussão deve acontecer em uma plataforma apropriada

    Como empresa, é sua responsabilidade estabelecer qual plataforma será usada para cada modo de comunicação. Quando você define qual plataforma deve ser usada para cada modo de conversa, você também cria divisões adequadas que ajudam os funcionários a encontrar informações mais rapidamente.

  5. Evite o burnout dos funcionários com intervalos de trabalho regulares

    Incentive os funcionários a fazer pausas curtas entre o trabalho. Como empresa, você precisa que seus funcionários sejam felizes e nítidos. Novamente, existem ferramentas incríveis disponíveis hoje que são construídas para ajudar as equipes remotas a funcionar produtivamente.


Artigos relacionados