Grande parte do mundo viu uma mudança dramática em direção ao trabalho remoto em resposta à pandemia global. As empresas tiveram que descobrir como gerenciar suas equipes remotas, enquanto ainda mantiam seus clientes satisfeitos.

Apenas 17% dos funcionários dos EUA trabalhavam em casa cinco dias por semana antes da pandemia de coronavírus. Esse número saltou para 44% quando as empresas começaram a fechar seus escritórios para combater a propagação do vírus.

Fazer essas mudanças não foi fácil, especialmente para empresas sem políticas de trabalho remoto em vigor. Para prosperar no que muitos chamam de “novo normal”, você precisa saber como liderar e gerenciar equipes remotas.

O Que é Uma Equipe Remota?

Uma equipe remota é composta por funcionários que trabalham e colaboram para objetivos empresariais usando ferramentas digitais. Eles podem estar em uma área geográfica ou espalhados por vários fusos horários. As equipes remotas não estão confinadas a um escritório tradicional, portanto, elas têm a flexibilidade de trabalhar em casa ou em qualquer outro lugar.

Permitir que as equipes trabalhem remotamente pode levar a melhores resultados a longo prazo. Dá aos funcionários mais autonomia sobre seu trabalho e permite um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Mas o gerenciamento de equipes remotas não é isento de desafios.

Desafios Comuns ao Gerenciar Equipes Remotas

O trabalho remoto já era bastante comum antes mesmo da pandemia. Mas nem todas as empresas tinham políticas em vigor que permitiam que os funcionários trabalhassem em casa. Como resultado, gerentes sem experiência em gerenciamento de equipes remotas foram pegos de surpresa.

Aqui estão alguns dos desafios comuns de gerenciar uma equipe remota:

  • Pouca ou nenhuma interação cara a cara: é mais fácil desenvolver conexões e relacionamentos mais fortes com sua equipe por meio de interações cara a cara. Mas esses tipos de comunicação estão ausentes ao gerenciar equipes remotas.
  • Distrações: Os mesmos problemas que afligem os trabalhadores remotos também se aplicam aos gerentes. Os gerentes ainda precisam lidar com distrações em casa (por exemplo, crianças, animais de estimação, tarefas domésticas etc.)
  • Comunicação: A comunicação é fundamental para que as equipes entreguem os projetos no prazo. Mas mesmo com ferramentas de comunicação como Slack e Zoom, a comunicação ainda é uma luta constante para os gerentes.
  • Diferenças de fuso horário: nem todas as equipes remotas estão na mesma área geográfica. Isso dificulta o agendamento de reuniões se sua equipe estiver espalhada por diferentes fusos horários. Se você precisar de uma atualização do projeto, talvez não receba uma resposta até o dia seguinte.
  • Segurança: Uma das principais funções do RH do gerenciamento remoto de RH é garantir que todos os funcionários sigam as diretrizes de segurança da empresa. Mas aplicar essas diretrizes é um desafio, pois você não pode controlar todos os pontos de acesso.

As 7 Melhores Práticas Para Liderar Equipes Remotas

Os dados mostram que o trabalho remoto tem um impacto positivo na produtividade. 51% dos entrevistados em uma pesquisa da FlexJobs dizem que foram mais produtivos trabalhando em casa durante a pandemia.

Mas apenas permitir o trabalho remoto não aumenta automaticamente a produtividade. Siga estas práticas recomendadas para liderar e gerenciar equipes remotas.

1. Estabeleça Metas e Expectativas Com Antecedência

Os funcionários perdem tempo quando precisam descobrir suas responsabilidades. Certifique-se de comunicar suas expectativas desde o início para garantir que todos estejam na mesma página.

Não faça suposições aqui. Antes de um projeto, defina responsabilidades claras para cada membro da equipe. Por exemplo, por quais tarefas específicas todos são responsáveis? Para quando eles precisam delas terminadas?

Estabelecer metas e comunicá-las à sua equipe também é uma boa ideia, pois dá a eles objetivos pelos quais trabalhar. Defina metas que sejam SMART(EMARP): Específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Relevantes e com Prazo Determinado.

2. Planeje Projetos Colaborativos

Pode parecer óbvio, mas você precisa garantir que sua equipe tenha as informações necessárias para realizar seu trabalho. 16% dos trabalhadores remotos citaram dificuldades com colaboração e comunicação como uma das maiores dificuldades do trabalho remoto.

Pode parecer óbvio, mas você precisa garantir que sua equipe tenha as informações necessárias para realizar seu trabalho. 16% dos trabalhadores remotos citaram dificuldades com colaboração e comunicação como uma das maiores dificuldades do trabalho remoto.

3. Concentre-se nos Resultados, Não nas Atividades

O horário de trabalho é uma métrica que muitos gerentes usam para medir a produtividade. Mas esses números não contam a história completa. Um funcionário gastando menos tempo em uma tarefa não é necessariamente motivo de preocupação. Afinal, eles podem ter mais experiência no assunto do que outros.

Em vez de analisar métricas como horas trabalhadas, concentre-se mais no desfecho e nos resultados que sua equipe está entregando. Defina o que você deseja que sua equipe alcance e dê a eles a propriedade de seu trabalho.

4. Agende Encontros Individuais Regulares

Reserve de 10 a 15 minutos para reuniões individuais semanais ou quinzenais com cada membro da equipe. Tenha uma agenda e dê um aviso para que vocês dois possam vir preparados.

Mais importante, ouça o que os membros de sua equipe estão dizendo. Demonstrar que você valoriza as opiniões deles ajudará bastante na construção da confiança.

Além dos encontros individuais, você também pode criar um boletim informativo interno para manter seus funcionários informados sobre as novidades internas. Aqui estão algumas ideias de boletins informativos para você começar.

5. Incentive Interações Sociais e Conversa Casual (Até Certo Ponto)

As conversas no intervalo são ótimas maneiras de os funcionários fazerem uma pausa no trabalho. Dá-lhes a oportunidade de socializar com os outros. Só porque sua equipe está trabalhando remotamente não significa que você não pode se divertir.

Reserve um horário do dia em que os trabalhadores remotos possam ter conversas casuais. Você pode fazer isso através de aplicativos como o Zoom. Se você usa o Slack, também pode adicionar um canal #casual. Inicie atividades divertidas, como sessões de quebra-gelo ou noites de curiosidades virtuais para os funcionários participarem.

Com mais de 100.000 podcasts ativos, incentivar a comunicação da equipe e a interação social com um podcast da empresa é outra maneira criativa de se manter engajado com sua equipe remota.

6. Abrace a Diversidade

Gerenciar uma equipe remota significa que você pode ter pessoas de todo o mundo. Reconheça que sua equipe é composta por indivíduos com diferentes origens e experiências únicas.

Uma maneira de abraçar a diversidade é reconhecer e celebrar quaisquer eventos culturais. Considere fornecer dias de folga ou permitir horários mais flexíveis em torno desses horários para dar aos funcionários a oportunidade de observá-los.

7. Mentore, Não Gerencie

Por fim, os melhores gerentes fazem mais do que “gerenciar” – eles assumem papéis de mentores, ajudando suas equipes a se tornarem mais informadas.

Ajudar os funcionários remotos a desenvolver seus currículos e habilidades não apenas os prepara para mais responsabilidades, mas também aumenta as taxas de engajamento e retenção. 94% dos funcionários dizem que estão dispostos a ficar mais tempo em empresas que investem em seu aprendizado.

Crie planos de desenvolvimento individuais para cada membro da equipe e encontre oportunidades para dar feedback construtivo. Se um funcionário tiver um déficit de habilidades, considere investir em treinamento ou outros recursos tangíveis para ajudá-lo a superar esse déficit.

Lidere e Gerencie Sua Equipe Remota

As empresas tiveram que mudar para o trabalho remoto por causa da pandemia global. Mas fazer essas mudanças trouxe uma série de desafios para os gestores. Siga as melhores práticas descritas aqui para liderar e gerenciar sua equipe remota.


Sobre o autor

Joanne Camarce é uma profissional de marketing digital focada no crescimento e estratégia de marketing B2B e esforços de relações públicas na uSERP. Ela adora arrasar em campanhas de divulgação e se conectar com marcas como G2, Wordstream, Process Street e muito mais. Quando ela não está usando seu chapéu de marketing, você encontrará Joanne perdida no mundo da música e arte japonesas, ou apenas sendo uma mãe de cachorro.


7 melhores práticas para liderar equipes remotas:

  1. Estabeleça metas e expectativas com antecedência

    Estabelecer metas e comunicá-las à sua equipe também é uma boa ideia, pois dá a eles objetivos pelos quais trabalhar.

  2. Planeje projetos colaborativos

    Defina os resultados e os principais marcos para sua equipe atingir. Certifique-se de que os membros da equipe saibam como seu trabalho se encaixa no quadro geral.

  3. Concentre-se nos resultados, não nas atividades

    Em vez de analisar métricas como horas trabalhadas, concentre-se mais nos resultados e nos resultados que sua equipe está entregando. Defina o que você deseja que sua equipe alcance e dê a eles a propriedade de seu trabalho.

  4. Agende encontros individuais regulares

    Reserve de 10 a 15 minutos para reuniões individuais semanais ou quinzenais com cada membro da equipe. Tenha uma agenda e dê um aviso para que vocês dois possam vir preparados.

  5. Incentive interações sociais e conversa casual (até certo ponto)

    Reserve um horário do dia em que os trabalhadores remotos possam ter conversas casuais. Você pode fazer isso através de aplicativos como o Zoom. Se você usa o Slack, também pode adicionar um canal #casual.

  6. Abrace a diversidade

    Reconheça e celebre quaisquer eventos culturais e considere fornecer dias de folga ou permitir horários mais flexíveis em torno desses horários para dar aos funcionários a oportunidade de observá-los.

  7. Mentore, não gerencie

    Crie planos de desenvolvimento individuais para cada membro da equipe e encontre oportunidades para dar feedback construtivo.


Pode te interessar: